Trabalhando os agudos na Masterização

Trabalhando os agudos na Masterização

Enfim chegamos nas frequências mais altas, ou mais conhecidas como “Agudos”.

É a região mais simples de se trabalhar, sem muitos ajustes diferenciados e com poucos plugins específicos pra isso.

Comprimindo

Eu particularmente não comprimo os agudos, além de não trazer nenhum beneficio evidente, você trazer ruídos e distorções que estavam num nível mais abaixo. E por consequência, trazer sujeira ao invés de brilho.

Resumindo, tente utilizar um EQ ao invés de um compressor multibanda.

Exciter / saturation

As vezes é válido utilizar plugins que distorcem as altas frequências, em algumas situações um exciter pode se sair melhor que um EQ tradicional. Porém deve ser dosado com muito cuidado, poise dependendo da intensidade, essa distorção poderá ficar audível e não sair como planejou desde o inicio.

Todas essas dicas você confere no curso Pro Mastering, confira.

 

Simuladores

Uma boa pedida seria um EQ que simula um hardware analógico, os agudos se beneficiam muito desse artificio. Cito como exemplo a linha da WAVES referente aos API. Não somente esse mas todos que se enquadrem nesse principio de emulação do analógico.

API-560

Conseguindo o famoso brilho

Seguindo o principio de tratamento dos graves, nos agudos é bem semelhante. Você deve utilizar um equalizador e ajusta-lo para trabalhar em Shelf 6db/oitava. O modo “Bel” ou “Peaking” não é recomendado a não ser que você esteja corrigindo alguma ressonância. Do contrário você estará acentuando possíveis problemas derivados da mixagem.

Trabalhando os agudos na Masterização

Ajuste o EQ para trabalhar em modo Shelf 6db/8.

Corte de frequência nos agudos.

Após todos esses processos, você poderá “limar” o excesso de agudos com um EQ simples, utilizando a função “High Cut” ou “Low Pass”, essa nomenclatura poderá mudar de dependendo do EQ que você utiliza.
Ao contrário do que muitos pensam, ele não irá anular o ajuste de brilho, mas controlar os extremos gerados nas etapas anteriores. Ajuste o EQ e vá cortando até chegar num equilíbrio

About The Author

Leandro Amaral

Engenheiro de Masterização. Resposável pelos portais: Masterizacao.Com | www.ProMastering.com.br